Está aqui
Inicio > Odivelas > Odivelas – O Pavilhão Honório Francisco e a Federação Portuguesa de Ginástica

Odivelas – O Pavilhão Honório Francisco e a Federação Portuguesa de Ginástica

Ex-autarca José Maria Pignatelli, recorda promessa por cumprir – Federação de ginástica ainda não fez obra anunciada

“Hoje, como no passado, estou de volta à bancada dos munícipes, do povo como dizia Fernando Pessoa, para manter a intervenção pública e fazer cidadania”, disse José Maria Pignatelli o ex-deputado municipal que foi eleito pelo CDS, antes de fazer três perguntas sobre a continuada degradação do polidesportivo Honório Francisco.
O ex-autarca relembrou que passou um ano sobre os “seus alertas para a degradação e abandono daquela infraestrutura desportiva, enquanto deputado municipal”; que também passou quase um ano que o “Vereador com o pelouro do desenvolvimento desportivo, anunciou a cedência do espaço a uma federação com mais de uma modalidade olímpica”.

Depois, José Maria Pignatelli leu a história deste caso, lembrando que, no dia 12 de Dezembro de 2016, a edição online do jornal Record e a Agência Lusa “surpreenderam os odivelenses, noticiando que a Casa da Ginástica seria a grande prioridade do novo mandato de João Paulo Rocha à frente da Federação de Ginástica de Portugal. E, de acordo com um comunicado enviado por aquela federação, a nova infraestrutura ficaria localizada no espaço cedido pela Câmara Municipal de Odivelas – precisamente -, no Polidesportivo Honório Francisco, que em 2017 seria alvo de obras de requalificação”.
“Então – esclareceu o munícipe -, João Paulo Rocha, presidente eleito da Federação de Ginástica de Portugal adiantou, que criariam salas especializadas para as disciplinas olímpicas e não olímpicas, num espaço de excelência que permite aliar o Alto Rendimento à formação, inclusão social e inclusão de pessoas portadoras de deficiência”.

O agora cidadão José Maria Pignatelli não hesitou: “Ora, a pouco mais de um mês do final do ano, de 2017, o polidesportivo Honório Francisco encontra-se literalmente ao abando e cada vez mais deteriorado, sem que se vislumbre qualquer intervenção. E isto é mais dramático quando as associações e clubes desportivos do concelho tanto se queixam com falta de espaços para a prática desportiva, sendo que alguns até recorrem ao aluguer de equipamentos fora do concelho”.

E terminou a intervenção fazendo três perguntas ao Presidente da Câmara de Odivelas:
O espaço sempre foi ou será cedido à Federação de Ginástica de Portugal?
Em caso afirmativo, quando se perspectiva o início das obras de requalificação e quem será a entidade responsável pelo projecto e sua execução?
Caso aquela federação portuguesa se tenha demitido do seu entusiasmo, qual é o futuro que a Câmara Municipal pretende dar ao equipamento e em que prazo?

Top